30 Sugestões, Ideias E Imagens Lindas

18 May 2019 23:14
Tags

Back to list of posts

<h1>CONSTRU&Ccedil;&Atilde;O E REFORMAS MULTEFFECT</h1>

<p>Reforma urbana &eacute; um termo usado, principalmente no Brasil, pra definir um conjunto de pol&iacute;ticas p&uacute;blicas e a&ccedil;&otilde;es de readequa&ccedil;&atilde;o das cidades para em vista disso modifica-las promovendo o acesso de todas as camadas da sociedade a sua estrutura e seus proveitos. Isso adiciona pol&iacute;ticas de habita&ccedil;&atilde;o, mobilidade urbana e servi&ccedil;os p&uacute;blicos, al&eacute;m do pr&oacute;prio emprego da terra, estando diretamente conectado ao justo &agrave; cidade. Como Planejar Uma Pequena Reforma , o termo reforma urbana poderia adicionar qualquer transforma&ccedil;&atilde;o urbana.</p>

<p>A grosso modo, poderiam ser chamadas desta maneira desde a&ccedil;&otilde;es urbanas efetivas at&eacute; revitaliza&ccedil;&otilde;es e reformas higienistas como a renova&ccedil;&atilde;o de Haussmann em Paris. Por&eacute;m, especialmente no &acirc;mbito acad&ecirc;mico e nos movimentos sociais, essas reformas costumam receber outros nomes no tempo em que que a reforma urbana se diz apenas a pol&iacute;tica social. Pr&eacute;dios do &quot;Cingapura&quot; em S&atilde;o Informa&ccedil;&otilde;es De Constru&ccedil;&atilde;o, Decora&ccedil;&atilde;o E Reforma , um programa de habita&ccedil;&atilde;o de interesse social da prefeitura.</p>

<p>Os edif&iacute;cios s&atilde;o separados do local urbano, desconectados da cidade e de seus servi&ccedil;os. A reforma urbana est&aacute; diretamente ligada ao justo &agrave; cidade, que n&atilde;o inclui s&oacute; a habita&ccedil;&atilde;o, por&eacute;m o respectivo uso da cidade. A competi&ccedil;&atilde;o por uma reforma urbana que contemple toda a popula&ccedil;&atilde;o &eacute; uma busca hist&oacute;rica dos arquitetos e urbanistas, apesar de seus efeitos se estenderem a toda a popula&ccedil;&atilde;o.</p>

<p>Em geral, &eacute; menos conhecida que algumas reformas estruturais, como a agr&aacute;ria e a tribut&aacute;ria, mas pode ser ponderada t&atilde;o relevante quanto essas. O debate a respeito da reforma urbana no Brasil adquiriu for&ccedil;a a partir dos anos 1960, no momento em que esteve entre as reformas de apoio propostas pelo presidente Jo&atilde;o Goulart.</p>

<p>Pela constitui&ccedil;&atilde;o de 1988, outras demandas da reforma urbana foram atingidas, sendo que em 2001 foi sancionado o Estatuto da Cidade, documento que montou uma s&eacute;rie de mecanismos jur&iacute;dicos para a aplica&ccedil;&atilde;o das pol&iacute;ticas urbanas. Contudo, essas pol&iacute;ticas ainda n&atilde;o s&atilde;o aplicadas de fato, e a luta por cidades mais democr&aacute;ticas e participativas segue at&eacute; os dias atuais.</p>

<p>Uma rodovia do bairro Cidade Estrutural, no SCIA, Distrito Federal, Brasil. A luta pela infraestrutura nas regi&otilde;es perif&eacute;ricas &eacute; uma das pautas da reforma urbana. No Brasil, as reformas urbanas que transformam espa&ccedil;os da cidade por iniciativas pontuais, sem enorme participa&ccedil;&atilde;o popular, s&atilde;o chamados de &quot;revitaliza&ccedil;&otilde;es&quot;, &quot;renova&ccedil;&otilde;es&quot; ou mesmo &quot;urbaniza&ccedil;&otilde;es&quot;. Agora o termo Reforma Urbana &eacute; mais usado para definir o conjunto de a&ccedil;&otilde;es destinada a tornar as cidades mais democr&aacute;ticas e participativas, sendo, por isso, uma pol&iacute;tica social, estando nas mesmas condi&ccedil;&otilde;es de outras reformas como a agr&aacute;ria.</p>

dsc00219.jpg

<ul>
<li>152 Fontes em Buikslotermeerplein (Metro de Amsterd&atilde;o)</li>
<li>Um toque r&uacute;stico podes vir da claro ideia de cobrir uma estrela de madeira com corda</li>
<li>Guardanapo baixo de tecido</li>
<li>ESPELHOS E JANELAS</li>
<li>tr&ecirc;s Na sala de jantar</li>
</ul>

<p>A reforma urbana no tempo em que pol&iacute;tica p&uacute;blica pretende modificar a l&oacute;gica atual das cidades, que na atualidade acaba segregando popula&ccedil;&otilde;es e regi&otilde;es, dificultando o acesso a servi&ccedil;os b&aacute;sicos e garantindo ganhos financeiros somente a uma pequena parcela da popula&ccedil;&atilde;o. A reforma urbana estava entre as reformas de base propostas por Jo&atilde;o Goulart. O Brasil passou por um veloz e dram&aacute;tico modo de industrializa&ccedil;&atilde;o e urbaniza&ccedil;&atilde;o, de forma especial no decorrer dos anos da Disputa Fria.</p>

<p>As cidades brasileiras cresceram desordenadamente, gerando a gera&ccedil;&atilde;o de &aacute;reas perif&eacute;ricas, sem acesso a servi&ccedil;os b&aacute;sicos e afastado dos n&uacute;cleos urbanos onde se concentram servi&ccedil;os, lazer e empregos. Mas, com o golpe militar em 1964, essas pautas enfraqueceram e as reformas foram engavetadas. O anteprojeto do CNDU retorna, mais brando, em 1983, em consequ&ecirc;ncia a amargura do regime de que novos lideres de oposi&ccedil;&atilde;o emergissem ou fossem apoiados pela popula&ccedil;&atilde;o em consequ&ecirc;ncia a charada urbana.</p>

<p>Durante a d&eacute;cada de 1980, a reforma urbana entrou mais uma vez em pauta. Surge um Movimento Nacional de Reforma Urbana, que re&uacute;ne movimentos sociais, associa&ccedil;&otilde;es de profissionais, entidades sindicais, entidades acad&ecirc;micas e de busca, ONGs, setores da Igreja Cat&oacute;lica, servidores p&uacute;blicos, al&eacute;m de prefeitos e parlamentares progressistas. Promulga&ccedil;&atilde;o da Constitui&ccedil;&atilde;o em 1988. Pela primeira vez, a carta magna brasileira trazia um cap&iacute;tulo dedicado a pol&iacute;tica urbana.</p>

<p>Essa emenda tinha Reforma Do Apartamento: Passo A Passo (Fra&ccedil;&atilde;o 2) , discutida, disseminada e assinada por mais de cem 1 mil organiza&ccedil;&otilde;es sociais e indiv&iacute;duos envolvidos no Movimento Nacional de Reforma Urbana. Ela pedia a independ&ecirc;ncia do governo municipal, a gest&atilde;o democr&aacute;tica das cidades; o direito social de moradia; justo &agrave; regulariza&ccedil;&atilde;o de assentamentos informais consolidados; a fun&ccedil;&atilde;o social da posse urbana; e o duelo &agrave; especula&ccedil;&atilde;o imobili&aacute;ria nas &aacute;reas urbanas. Pr&aacute;ticas, Econ&ocirc;micas E Dur&aacute;veis , muitas experi&ecirc;ncias em gest&atilde;o e or&ccedil;amento participativo s&atilde;o realizadas no Brasil, aproveitando a constitui&ccedil;&atilde;o rec&eacute;m-reformada.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License